Arquitectura bioclimática (2)

>> segunda-feira, março 14, 2005

Não queria deixar de responder ao comentário do Daniel ao meu último post:
"Aqui há que pensar a sério no arrefecimento das casas, bem mais difícil do que o aquecimento. Se pensarmos que os raios solares no verão estão muito mais perpendiculares à terra (em Portugal) do que no inverno o que acontece a uma casa que está preparada para ser aquecida pelo sol quando temos 35ºC no verão?"
Se tivermos janelas de bandeira, que possam estar sempre abertas, na parte baixa da fachada Norte e na parte alta da fachada Sul, toda a casa refresca e obriga-se o ar a circular. A única coisa que é necessária para além disso é estores no exterior das janelas a Sul e palas de sombreamento calculadas de forma a que as janelas estejam à sombra durante o Verão. Como as casas são isoladas pelo exterior, não há ganhos solares excessivos. Isto não é ficção, funciona mesmo.
Existem mecanismos mais elaborados de criar espaços frescos a Norte das casas e alimentar o interior com esse ar, ou sistemas de ventilação das coberturas, mas diz-me a experiência que não é preciso chegar a tanto.
Obrigado pelo comentário, em todo o caso.

ZM

0 comments:

Enviar um comentário

Sobre este blog

Somos Sintrenses por adopção, daí o frequente interesse por temas relacionados com Sintra. Actualmente, vivemos na ilha Terceira, nos Açores, mais propriamente na cidade de Angra do Heroísmo, o que transformou este blog, de alguma forma, num canal privilegiado para ir dando a conhecer como é a vida no meio do Atlântico.

  © Blogger template Simple n' Sweet by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP