...eu sou da bruma.

>> quinta-feira, junho 02, 2005

Paço Real da Vila, visto do Arraçário - zm - 02.05.2005

Palácio de Monserrate, perdido no nevoeiro - zm - 02.05.2005

Do outro lado da Serra, há um frio que nos acorda.
Respira-se com mais vigor.

Se puderem, passem por lá...

ZM

11 comments:

Quica 6/02/2005 9:29 da manhã  

Lindo. Sintra é e será sempre o meu encanto. Quem me dera poder, como tu, lá morar... Bj

Desconhecida 6/02/2005 10:05 da manhã  

Sintra é uma das maravilhas de Portugal e do mundo. Adoro os dias de nevoeiro que envolvem essa vila, dá-lhe um ar misterioso e emblemático.
Bjs

manamagana 6/02/2005 5:14 da tarde  

Um frio que nos desperta, ávidos, para o verde circundante.

Beijinhos,
susana

Padre Cura,  6/02/2005 11:29 da tarde  

Tu és é do neboeiro. Da vruma som os gorilas. Deixa-te de tretas oubiste!?. As fotos sum boas mas tens que melhorar que isso de pores uma janela para um quadro tom pequeno é cumo apuntares para uma caga de mosca barejeira e dizeres que é vosta de voi. Topaste, lambongue?

Ahraht 6/02/2005 11:37 da tarde  

Caro ZM,

Vejo que ainda não adicionaste o Druantia à tua lista de blogs favoritos... Situação que me deixa preocupado (gosto mais de preocupado do que de desapontado)

Sintra é um sítio maravilhoso... Ainda estou à espera dos travesseiros (ou não te explico como tens que fazer para teres boas fotos no teu blog)lol

Ahraht 6/03/2005 10:21 da manhã  

Amigo,

Durante o curso vou estar a "gordurar-me" nas montanhas dos Pirinéus... Espero que não leves a mal.

Já disse ao Rui para não se esquecer... Quando vier podemos experimentar dar uns "tirinhos"... Tenho saudades do "Duo Maravilha" ZM "Mara" Carlos Pereira "Vilha"

Um forte abraço e até depois das férias

Paimica,  6/03/2005 10:54 da manhã  

A propósito de Sintra e da bruma,peço autorização para "arrumar" uma pequena e ilustrativa estória da serra e que seguramente não é única.
Estávamos em pleno Julho, de uns anitos atrás. O calor era de suar as estopinhas e ainda não tinham inventado o IRS. A nossa casa na altura era uma estufa. A Susana estudava para os exames, mas com aquele calor os "dias" ainda não eram "maiores". Então surge a refrescante ideia. Vamos para a serra de Sintra. Mesa e cadeiras de campismo (na altura os hóteis tinham poucas estrelas)ao ombro, um livrito debaixo do braço e ala que se faz tarde. Escolhemos a zona perto da Malveira da Serra. Montada a sala de estar, ela estudava, nós liamos e o Daniel não parava quieto, já se estava a ppreparar para ir pela "montanha acima". Enfim fresquinho! Sim, a sensação era essa. Mas, sem que o ponteiro dos minutos estivesse tempo de dar uma voltinha sequer, já o pessoal estava ensacado de tudo o que era peça de roupa. Como o objectivo era esfriar, pouco havia para esquentar. Rapidamente ficámos a tiritar de frio. Frio mesmo. Antes de sermos transformados em refresco demos à sola. Agora, quando tenho calor, basta lembrar-me da Serra de Sintra para sentir um imediato fresquinho.

Marta 6/03/2005 3:57 da tarde  
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Marta 6/03/2005 4:00 da tarde  

Eu também. É tão típica essa bruma, esse micro-clima. Só quem conhece é que acredita que, frequentemente, nos dias de 30 e muitos graus em Lisboa se tem que vestir um casaco do outro lado da serra.

mana+,  6/06/2005 12:01 da tarde  

da ultima vez que visitamos o castelo dos mouros, com um sol de esturrar, chegàmos là a cima e démos com a tal nuvem do nevoeiro. Deu-nos uma estalada na cara que até vimos estrelas...polares! foi hà quase 3 anos. Como o tempo passa depressa! Eu sempre gostarei dessa serra que foi nossa desde pequenos, nao?!

Azenhas 6/13/2005 8:51 da tarde  

Micro-clima o caraças!
Quem cá está nem imagina outro clima!

Grande Zé, Eu tambe´m sou da bruma... e da maresia.

Enviar um comentário

Sobre este blog

Somos Sintrenses por adopção, daí o frequente interesse por temas relacionados com Sintra. Actualmente, vivemos na ilha Terceira, nos Açores, mais propriamente na cidade de Angra do Heroísmo, o que transformou este blog, de alguma forma, num canal privilegiado para ir dando a conhecer como é a vida no meio do Atlântico.

  © Blogger template Simple n' Sweet by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP