Voar sobre as águas do Atlântico

>> quarta-feira, junho 16, 2010

Há horas de sorte. No meio desta confusão que têm sido os meus dias por cá, eis que sou convidado para integrar a tripulação do Talismã, numa tarde de bom tempo, com vento que baste e mar quase chão.
DSC_2499

DSC_2500

DSC_2502
Trata-se de um Dufour 40, versão Performance e aquilo não navega, aquilo voa sobre as águas.

DSC_2503

DSC_2505
O vento andava pelos 8 a 10 nós, mas houve vários momentos em que andámos mais do que o vento.

DSC_2504
A sensação de andar a 10 nós apenas empurrado (ou puxado) pelo vento é extraordinária.

DSC_2506

DSC_2507

Chegado a casa, tenho ainda no corpo o balanço do mar e na pele a frescura do vento. Trago igualmente nos ouvidos o sabor da conversa amena, de olhos no horizonte, e nas mãos a leveza da gigantesca e elegante roda do leme. Navegar numa embarcação destas, com aquele mar e vento certo é um grande, grande prazer. Inesquecível.

2 comments:

RS 6/16/2010 10:43 da manhã  

Conheço essa sensação do balançar das ondas, horas depois de meter pés em terra firme. ;)

Nana 6/23/2010 9:22 da tarde  

Estou a ver que te andas a divertir bastante !
Eu bem digo que estàs a ficar um skipper e pêras !

Enviar um comentário

Sobre este blog

Somos Sintrenses por adopção, daí o frequente interesse por temas relacionados com Sintra. Actualmente, vivemos na ilha Terceira, nos Açores, mais propriamente na cidade de Angra do Heroísmo, o que transformou este blog, de alguma forma, num canal privilegiado para ir dando a conhecer como é a vida no meio do Atlântico.

  © Blogger template Simple n' Sweet by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP