A Máquina de Fazer Espanhóis

>> quarta-feira, junho 02, 2010


Um livro extraordinário, de valter hugo mãe, que acabei de ler na terça-feira.
Fala da velhice, da amizade, da descoberta da vida, às portas do seu fim. Fala da fé e da forma saloia como alguns a vivem. Fala da morte, evidentemente, e do medo que lhe temos, dos pássaros negros que provavelmente povoam os sonhos de todos os velhos.
Tem aquela linguagem que dá prazer como um bom vinho. Saboreia-se página a página e fica-se saciado no final. Recomendo sinceramente.
Comprei aqui.

2 comments:

RS 6/03/2010 7:28 da tarde  

Interessante sugestão. Vou procurar na biblioteca municipal, que é uma das minhas novas formas de poupança...

Aquele abraço
Rui

Álex 6/07/2010 2:41 da tarde  

estamos logo atrás ou logo à frente um do outro em leituras, ah, ah, ah. acabei de o ler há 1 mês e gostei IMENSO. que bem que escreve, que prazer em lê-lo (embora a "cena das minúsculas" me tenha feito andar para trás e reler mtas frases para ganhar ritmo e entende-las), que bem se põe no lugar de um sexagenário ...

Agora acho que vou para o «Mizé, antes galdéria do que normal e remediada» do Ricardo Adolfo

Enviar um comentário

Sobre este blog

Somos Sintrenses por adopção, daí o frequente interesse por temas relacionados com Sintra. Actualmente, vivemos na ilha Terceira, nos Açores, mais propriamente na cidade de Angra do Heroísmo, o que transformou este blog, de alguma forma, num canal privilegiado para ir dando a conhecer como é a vida no meio do Atlântico.

  © Blogger template Simple n' Sweet by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP