Várias fotos

>> domingo, janeiro 24, 2010

Tal como anunciei, isto transformou-se quase exclusivamente no nosso diário da nova vida. Hoje é Domingo e o tempo esteve de feição. Assim, seguem algumas das fotos que fiz hoje. As restantes aparecerão em próximos posts.

DSC_1288
Império da Guarita, em Angra do Heroísmo. Os impérios são estes edifícios muito fotogénicos, que têm uma função qualquer nas festas das freguesias, que eu ainda não sei descrever.

DSC_1289
Porto das Cinco Ribeiras. Há quem diga que os Açores são só verde. Posso-vos dizer que se encontram por cá muitas outras cores intensas.

DSC_1290
No mesmo local da foto anterior. A "distorção" destas barracas não é um defeito da lente, é consequência do intenso vento desta zona.

DSC_1292

DSC_1293
Outras vistas do mesmo local.
Amanhã há mais.
ZM

14 comments:

RS 1/24/2010 10:28 da tarde  

Meu caro ZM... por onde começar? Talvez por te pedir que retires o termo "casinhota" quando te referes aos Impérios, que são templos de importante função ritual e simbólica na celebração anual das Festas do Divino Espírito Santo, aliás também celebradas em Sintra, mais especificamente na Aldeia do Penedo.

Nos Impérios estão guardados os objectos simbólicos mais relevantes da celebração, com destaque para as coroas dos Imperadores do Espírito Santo, normalmente crianças (ou Infantes) da freguesia.

Este que fotografias reveste-se, pelo que vejo, de especial relevância. Na fachada apresenta um pormenor muitíssimo relacionado com a Pena de Sintra, que conheces.

Desafio-te a perder algum tempo a tentar encontrar o ponto de união entre os dois lugares.

Um grande abraço, de Almada para Angra
Rui

Zé Maria 1/24/2010 10:34 da tarde  

Está feita a correcção. Não quero que te falte nada :-)
Vou ver se consigo encontrar algum ponto de contacto entre ambas as coisas.
Um abraço.
ZM

Pedro 1/25/2010 6:31 da manhã  

Há muitos anos lembro-me de o Antropólogo João Leal estudar a relação entre o culto ao Espírito Santo entre o Penedo (que suponho ser a origem) e os Açõres (onde terá sido continuado. Será?).
Era engraçado encontrar estas referências.

RS 1/25/2010 8:03 da manhã  

Olá Pedro. Essa relação existe de facto, mas não é específica com a Pena. Eu refiro-me especificamente ao Parque da Pena...

Benjamim 1/25/2010 9:15 da manhã  

E a luz dos açores? As tuas fotos estão com uma qualidade superior porque?

Daniel,  1/25/2010 9:51 da manhã  

Ai ai... Nas ilhas a religião tem mais peso. Principalmente num sitio onde para além de ser isolado abana umas quantas vezes por ano.

Ainda te falta descobrir as Sopas do divino Espírito Santo...

RS 1/25/2010 10:26 da manhã  

Ora, aqui vai uma ajudinha: olhem bem para a forma da pomba branca descendente, que desenha uma meia-lua voltada para cima com a envergadura das suas asas, e um pequeno pináculo que corta essa meia-lua, sugerido pela "causa".

Depois comparem com o símbolo, aparentemente islâmico mas efectivamente paraclético, da Pena de Sintra.

RS 1/25/2010 10:26 da manhã  
Este comentário foi removido pelo autor.
Zé Maria 1/25/2010 10:38 da manhã  

Benjamim,
Penso que a (eventual) melhoria na qualidade das fotos se deve em partes iguais a dois factores:
1 - A luz daqui é de facto invulgar e belissima;
2 - Esta ilha é muito fotogénica e inspiradora. As surpresas estão em cada canto, por vezes muito escondidas e sempre muito estimulantes do ponto de vista fotográfico.
Um abraço.
ZM

luis 1/25/2010 12:38 da tarde  

Por que é que esta gente, no meio do Atlantico, continua agarrada a cultos primitivos sado-masoquistas de mau gosto do médio oriente? e o terramoto no Haiti, tambem foi milagre? Adoro as fotos do arrumário. Granda ZM!

Nana 1/25/2010 1:56 da tarde  

até o muro do farol é malhado, como as vacas ! Estão optimas as fotos !
Saudades muitas ...

Daniel,  1/25/2010 2:25 da tarde  

Não sou católico, nem tão pouco baptizado mas vivi 3 anos nos Açores, em S. Miguel e percebi o quão importante é o catolicismo nessa terra. Está tão entranhado com a lava dos vulcões que a fizeram nascer.

As festa do Santo Cristo em S. Miguel paralisam a ilha durante 7 dias. Mas paralisam mesmo!

Uma vez resolvi ver a procissão e fiquei 4 horas parado a ver passar gente... Foi a primeira e a última confesso!

RS 1/25/2010 3:18 da tarde  

A devoção açoriana pelo Divino Espírito Santo não é católica, embora seja natural e evidentemente cristã. Há que distinguir o catolicismo-romano do culto muito português (ainda que ferozmente combatido pela hierarquia da igreja durante séculos) do Paracleto.

Não sei bem em que aspecto do culto do Divino Espírito Santo se enquadra o sado-masoquismo, a não ser que falemos das célebres touradas (que também aconteceram em Sintra, no Penedo, durante muitos anos), que aliás nem são o cerne da celebração.

ZM: se tiveres oportunidade não deixes de observar, e fotografar, as festividades do Divino Espírito Santo. Estarás, nesse momento, muito perto da tua terra de adopção no Continente.

Zé Maria 1/25/2010 3:21 da tarde  

Julgo que será um tema incontornável, vivendo em Angra do Heroísmo. Começam em Maio e nessa altura publicarei tudo o que conseguir ver com o meu olho Nikon.
Obrigado.
Um abraço.
ZM

Enviar um comentário

Sobre este blog

Somos Sintrenses por adopção, daí o frequente interesse por temas relacionados com Sintra. Actualmente, vivemos na ilha Terceira, nos Açores, mais propriamente na cidade de Angra do Heroísmo, o que transformou este blog, de alguma forma, num canal privilegiado para ir dando a conhecer como é a vida no meio do Atlântico.

  © Blogger template Simple n' Sweet by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP