Fotos do Ultra Trail Senhora da Serreta

>> segunda-feira, setembro 12, 2011

As primeiras fotos da minha ida à Serreta saíram aqui e aqui. Agora ficam as que o Miguel foi tirando ao longo de percurso, dos corredores propriamente ditos.
_MG_8741
Aqui vamos com cerca de 35km de percurso, depois de uma série de kms que foram os que me deram mais prazer. Estamos a chegar da travessia Pico Alto - Bagacina.
_MG_8747
Aqui estamos uns 2km adiante da anterior, a entrar na última secção do percurso, numa estrada florestal que leva da estrada do Mato até à zona do Pico Rachado.
_MG_8748
No mesmo local da anterior.
_MG_8757
Atravessando um denso bosque de Criptomérias. Uma zona também muito agradável de percorrer.
_MG_8761
Já muito perto do troço final que nos levará muito perto da Lagoa da Serreta, já ia literalmente com a língua de fora.
_MG_8766
Na mesma zona.
_MG_8798
Finalmente, com a satisfação do objectivo atingido, aqui fica para a posteridade a foto da equipa na Igreja da Serreta.
Mais uma vez, um grande obrigado ao Miguel, que nos acompanhou pacientemente ao longo de quase 7 horas e ainda foi ele próprio à Serreta no mesmo dia a partir da Praia; obrigado também ao Magalhães que teve a coragem de me acompanhar num verdadeiro tiro no escuro, porque não fazia a menor ideia da tortura porque teria que passar.

8 comments:

vasco 9/12/2011 11:08 da manhã  

Parabéns aos três.

Anónimo,  9/12/2011 1:22 da tarde  

É caso para se dizer:

"quem corre por gosto, não cansa".

Eu cansei-me, só de ler e de imaginar ...

Parabéns a todos.

Miguel Bettencourt 9/12/2011 6:37 da tarde  

Aí estão eles em acção! :-)
- m

pompom 9/14/2011 6:53 da manhã  

You have got a nice blog site..

Ana Sampaio,  9/14/2011 11:10 da manhã  

Também gosto muito de correr, mas estou sempre alerta por causa dos cães, que já me causaram surpresas desagradáveis. Evito percursos novos exactamente por isso, o que é frustrante. Tem alguma dica para lidar com os cães? Obrigada
Ana

Zé Maria 9/14/2011 11:18 da manhã  

Ana,
Relativamente aos cães tenho duas dicas:
1 - Não ter medo.
2 - Se a coisa parecer complicada, pegar numa pedra do chão. Não é preciso atirá-la, nem sequer é preciso apanhá-la, basta fazer que se apanhou uma pedra do chão e os cães disparam na direcção contrária.
É incrível como isto lhes está no código genético, mas garanto-lhe que está.
Eu só fui mordido uma vez, por um cão que estava ao pé do dono e que eu não quis afugentar da forma habitual.
Aqui na Terceira são mais assustadores os encontros com gado bravo, como já me aconteceu. Acho que esses não fogem de pedras :-)

Magalhães,  9/14/2011 10:35 da tarde  

Só quero dizer que a primeira ultra foi para ganhar esperiencia,sofri muito.Obrigado ao Zé Oliveira mas quando quiseres estou pronto para outra.Adorei a tua companhia ao longo do percurso,foi bom.Obrigado Miguél pelo o apoio que nos destes,foste muito importante.

Ana Sampaio,  9/20/2011 9:50 da manhã  

obrigada pelas dicas, bastante úteis. por acaso de gado entendo mais, colocamos os dois braços no ar e gritamos hooo, ou qualquer coisa parecida...mas não garanto que resulte sempre...:)

Enviar um comentário

Sobre este blog

Somos Sintrenses por adopção, daí o frequente interesse por temas relacionados com Sintra. Actualmente, vivemos na ilha Terceira, nos Açores, mais propriamente na cidade de Angra do Heroísmo, o que transformou este blog, de alguma forma, num canal privilegiado para ir dando a conhecer como é a vida no meio do Atlântico.

  © Blogger template Simple n' Sweet by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP