O mito urbano das renováveis nas rendas excessivas

>> segunda-feira, abril 08, 2013

Muita gente está convencida, à custa de desinformação, que o preço da electricidade é fortemente incrementado pela opção das energias renováveis. Frequentemente acusa-se o Sócrates desse grande crime de lesa pátria. Reparem no detalhe dos CIEG (Custos de Interesse Económico Geral) na factura da electricidade:



Alguém sério acredita que o que nos está a pesar no bolso na factura da electricidade são as renováveis?
No meu caso, de uma factura de 57€ (incha porco!), a fatia correspondente à produção em regime especial (renováveis) foram 1.6€.
As aldrabices, por muito que sejam repetidas, não se tornam verdades. Apenas enganam os papalvos.
ZM

2 comments:

Nia 1/23/2014 10:04 da manhã  

Caro José,
um pormenor: aqueles 40% das centrais eléctricas e térmicas dizem respeito ao backup necessário para o excesso de eólicas! mto eficiente de facto!

Jose Maria Oliveira 1/23/2014 10:35 da manhã  

Caro Nia,
Quando diz o backup necessário para o excesso de eólicas está a distorcer a verdade. O backup é necessário, seja qual for a origem da energia que coloca na rede eléctrica. Na verdade, grande parte destes custos (dos tais 40%) existiriam de qualquer forma, por definição do sistema electroprodutor e do tipo de contratos que é feito com estas empresas. Mesmo que a nossa rede eléctrica fosse alimentada por energia nuclear, as centrais a gás natural não poderiam ser desmanteladas. Precisará sempre delas, pelo que terá que suportar o custo dessa disponibilidade, mesmo que produzam pouco. Além disso, há sempre o custo da não emissão de CO2 que nunca é tido em conta nestas discussões. Acredito que os contratos com as eólicas possam e devam ser revistos, mas as eólicas não são as culpadas do nosso défice tarifário. Nem dos elevados valores da nossa factura doméstica.

Enviar um comentário

  © Blogger template Simple n' Sweet by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP