Uma visita ao Raminho e aos Biscoitos

>> terça-feira, julho 26, 2011

No Sábado passado fomos almoçar a casa de uma amiga, no outro lado da ilha (iiiih, tão longe!), a cerca de 27km daqui, se formos junto ao mar.
Como precisava de fazer o meu treino longo, meti a toalha e o desodorizante na mochila de correr (o resto foi de carro) e aí vou eu em cima das pernas, com cerca de 1:30h de avanço sobre quem partiu de carro. Passaram por mim já na Serreta e não tiveram que esperar muito. Demorei precisamente 2:30h, que me souberam pela vida. Um verdadeiro prazer, sobretudo quando a meta era o prometido almoço, com boa companhia, boa comida e bom vinho.
Da corrida não tenho imagens, mas do resto tenho as que aqui ficam:

DSC_4226
Simão durante o almoço.

DSC_4228
A mãe Raquel.

DSC_4230
Prado exótico.

DSC_4233
Açores em estado puro - Biscoitos.

DSC_4234
O Lourenço a botar charme.

DSC_4237
Aqui, mais carrancudo.

DSC_4239
Simão nos Biscoitos.

DSC_4242
Lourenço de novo, ainda com cara de poucos amigos.

DSC_4243
Madalena a mergulhar no "Abismo", um local onde alguns adultos não entram.

DSC_4246
Nadando, à sua maneira.

DSC_4250
O Simão também teve direito a banho. Neste caso, pelas mãos da amiga Noelma.

DSC_4255
A nossa querida Eugénia, numa pose de revista, com uma luz de fim de dia de encher a alma.

DSC_4256
O Lourenço quase ao pôr do Sol.

2 comments:

Miguel Bettencourt 7/27/2011 9:47 da manhã  

Tenho aqui ao meu lado uma adulta que não se atreve a "desafiar" o belo Abismo. Não sabe o que perde... é um mergulho marítimo. :-)
Gosto muito da fotografia do prado exótico e da da Eugénia.
Abraço

Zé Maria 7/27/2011 10:09 da manhã  

O que é impressionante no Abismo é mergulhar de facto, nadando para baixo. Descer uns 3 ou 4 metros e olhar à volta e lá para cima, para a superfície de onde vem a luz. É verdadeiramente emocionante. Naquele bocadinho de água sente-se a imensidão do oceano.
Também gosto particularmente dessas duas fotos. Na do prado, vi a figura a passar e tive que trocar rapidamente para focagem manual, porque tinha uma rede pelo caminho que me enganava o auto-focus. Foi bem conseguida, dadas as condições.

Enviar um comentário

Sobre este blog

Somos Sintrenses por adopção, daí o frequente interesse por temas relacionados com Sintra. Actualmente, vivemos na ilha Terceira, nos Açores, mais propriamente na cidade de Angra do Heroísmo, o que transformou este blog, de alguma forma, num canal privilegiado para ir dando a conhecer como é a vida no meio do Atlântico.

  © Blogger template Simple n' Sweet by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP