Festa de Natal

>> domingo, dezembro 17, 2006

Já uma vez aqui falei da escola onde estão os meus filhos, num outro post.

No seguimento da festa de Natal, que aconteceu ontem, foi acrescentado um comentário (infelizmente não assinado) que me merece destaque:

"Olá,
sou relativamente novo no colégio Catarina de Bragança, mas tenho vontade de partilhar o que sinto e este parece-me ser o melhor, e único meio de o fazer junto de pessoas que já o conhecem e de todos os outros. Tive hoje o prazer de assistir á festa de Natal dos alunos do nosso colégio.
Fiquei emocionado, diverti-me imenso com as nossas crianças, adorei ver a Carolina a solo, a peça de teatro que os pais nos ofereceram, a professora de musica a dirigir os alunos, as crianças da infantil a cantar, toda a peça '' Em busca de um pinheiro'' foi fantástica, tive também a oportunidade de conhecer melhor a familia do Catarina de Bragança e perceber melhor a dimensão e realidade que o envolvem.
Foi realmente um prazer , o meu obrigado a todos pelo momento que me proporcionaram."



Madalena em "Em busca de um pinheiro".


Entrega de prendinhas, no final da peça. M. C., já viste quem é o penetra, lá atrás?


Nesta escola a festa de Natal é sempre um grande acontecimento, com participação de todos os alunos e de um extenso grupo de pais. Primeiro as crianças actuam para os pais e avós e depois os pais apresentam uma peça de teatro para toda a gente.
Desde que temos filhos nesta escola que faço parte do grupo do teatro do Natal. Preparamos a peça ao longo de algumas semanas (não tantas quanto devíamos :-)), num enorme esforço de gestão de tempo e de coordenação entre as várias equipas que preparam a peça: cenógrafos, encenadores, actores e produção. É um trabalho muito intenso, muito envolvente, MUITO cansativo, mas extraordinariamente gratificante quando finalmente apresentamos a peça e sentimos que agradámos aos miúdos e aos familiares.
Este ano cheguei ao dia D tão estafado que tive a primeira branca da minha curta e amadora carreira :-) Felizmente as profissionalíssimas actrizes que contracenavam comigo na cena em causa deram-me uma dica e a coisa seguiu sem mais incidentes, mas foi o único grande prego da peça.

Nunca ouvi falar de outra escola em que os pais façam tal coisa. Não digo que não exista, mas nunca ouvi falar. Já anteriormente referi o quanto aprecio o projecto educativo deste colégio. Hoje dou-me conta de que se trata de muito mais do que isso. O que é construído naquele espaço é um sólido projecto social. A forma como as famílias são chamadas a participar nas actividades da escola é (tanto quanto conheço) única. Muitos de nós temos em algum momento da vida o desejo de mudar o mundo. Nesta escola isso é realmente posto em prática. Tenho a profunda convicção de que quem por lá passa sai melhor formado do que entrou, seja aluno, professor ou familiar.

Se todas as crianças fossem educadas de acordo com este modelo, Portugal seria seguramente um país melhor daqui a 10 ou 20 anos. É difícil demonstrar a quem não conhece a escola o quanto ela é extraordinária. O que de mais positivo lá acontece não é fácil de descrever porque se sente mais do que se vê.

Obrigado Catarina de Bragança.

5 comments:

Mariana Coelho,  12/17/2006 4:09 da tarde  

Tens o dom extraordinário de conseguir descrever as coisas como elas são, conseguindo simultaneamente transmitir o sentimento emocionante que se tem quando se pensa e depara com uma escola destas...Estou com um nó na garganta desde Sábado....
Quanto ao penetra ao fundo, o meu filho tem a virtude de gostar de estar sempre em todo o lado. Sairá à Mãe???????
Beijinhos aos quatro e Três Vivas ao Catarina de Bragança

Nana 12/17/2006 8:09 da tarde  

Fico extrordinariamente impressionada com a qualidade dessa escola.
Como tu dizes, não deve haver muitas como essa ! Penso que é mesmo um caso à parte !
Ainda bem que pais como voçês se implicam na vida dessa escola !
Fico contente pelos meus sobrinhos !!!
Beijocas !

Margot 12/17/2006 8:13 da tarde  

Onde fica essa escola?
Fiquei admirada com o que li e gostava de conhecê-la um dia.
Cumprimentos

Mariana Nogueira,  12/18/2006 12:33 da tarde  

Tens toda a razão, Zé Maria. Talvez seja um pouco por tudo isto que tantos de nós que frequentam este colégio fugimos à cidade. Aqui encontrei algo de que, sem me aperceber, precisava: o gosto de conhecer as pessoas. Em vez de fugir delas, de viver com elas. E é realmente um privilégio poder educar os meus filhos assim.
A profissionalíssima actriz...

Zepa 12/19/2006 10:52 da manhã  

Sou penetra, mas adorei a vossa Festa de Natal.
Como disse noutro post, na secção do mal disposto, na escola dos meus pirralhos também se faz o mesmo, mas a vossa teve outras condições.
Gostei especialmente dum actor que deu corpo à personagem Pedro, que pulava por todo o palco com o seu chapéu verdinho...;-)

Enviar um comentário

Sobre este blog

Somos Sintrenses por adopção, daí o frequente interesse por temas relacionados com Sintra. Actualmente, vivemos na ilha Terceira, nos Açores, mais propriamente na cidade de Angra do Heroísmo, o que transformou este blog, de alguma forma, num canal privilegiado para ir dando a conhecer como é a vida no meio do Atlântico.

  © Blogger template Simple n' Sweet by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP