Fluviário de Mora

>> segunda-feira, novembro 19, 2007

Este Domingo, para nos despedirmos do quente Outono disfarçado de Verão de S. Martinho, fomos passear ao Alentejo. O objectivo era o Fluviário de Mora, mas aproveitámos para apreciar os tons outonais da paisagem alentejana. Um regalo para a vista.

As fotos no interior não estão grande coisa, porque a luz é muito estranha e não consegui acertar com o balanço de brancos. Devia ter acertado com um cartão cinzento neutro, mas não tinha.



















O edifício é magnífico, um projecto do gabinete Promontório. A exposição não é de tirar a respiração, mas vale bem o passeio.

ZM

8 comments:

Lídia Amorim 11/21/2007 9:17 da manhã  

muito boas as fotos!

sugeria uma montagem para a ultima foto... retirar o "monstro" lá de trás e deixar apenas a árvore num fundo azul... beijitux!

Alexandra 11/21/2007 12:35 da tarde  

nos adiamos a visita programada para sab. tem graca!

Fatyly 11/21/2007 6:09 da tarde  

As fotos estão excepcionais e deve ser um lugar apetecível de ser visitado.

PMBC 11/23/2007 12:06 da manhã  

Não posso estar em maior desacordo com a Lídia Amorim!

zm 11/23/2007 6:36 da manhã  

Concordo, Pedro (contigo, claro).
Este edifício é particularmente belo justamente porque tem frequentemente atrás um belíssimo céu azul profundo e Alentejano.
A integração deste edifício é um dos seus grandes trunfos. Não o vejo "monstro" de forma nenhuma.
Obrigado pelos vossos comentários.
ZM

Anónimo,  11/25/2007 10:07 da manhã  

Eu estou com a Lídia (que desconheço). Não acho piada nenhuma ao fluviário: já o vi ao vivo e sem grades e, se não se pode propriamente dizer que exista "aquela expectativa" relativamente ao próximo projecto dos Promontório (há de ser parecido a tantos outros: funcional, com bom aspecto (sim senhor), boa construção e sobriedade, um vão repetido exaustivamente)também não se pode dizer que o fluviário seja excepção. A sucessão de pórticos brancos em betão não deixa de ser interessante mas a sugestão das duas águas que não existem verdadeiramente (não há telhado) é para mim uma escolha duvidosa e o resultado pouco feliz, tanto mais que o edifício em dimensão não é comparável às casas chãs alentejanas.

João Ornelas

joão ornelas,  11/25/2007 10:09 da manhã  

Prefiro o arrumário ao fluviário!

André Ataíde 11/10/2008 10:07 da manhã  

Caro ZM,
Uma sugestão:
"Devia ter acertado com um cartão cinzento neutro, mas não tinha" - A palma da mão faz o mesmo efeito que o cartão cinza neutro! O azul do ceu com o sol alto e de costas para este tb.
1 abraço e parabéns pelas fotos do fluviário - as melhores que encontrei até agora.
1 abraço,
André

Enviar um comentário

Sobre este blog

Somos Sintrenses por adopção, daí o frequente interesse por temas relacionados com Sintra. Actualmente, vivemos na ilha Terceira, nos Açores, mais propriamente na cidade de Angra do Heroísmo, o que transformou este blog, de alguma forma, num canal privilegiado para ir dando a conhecer como é a vida no meio do Atlântico.

  © Blogger template Simple n' Sweet by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP