Welcome to Elsinore

>> quinta-feira, Julho 28, 2011


O filme tem a mesma origem deste outro. Obrigado pela partilha.

Entre nós e as palavras há metal fundente
entre nós e as palavras há hélices que andam
e podem dar-nos morte
violar-nos
tirar
do mais fundo de nós o mais útil segredo
entre nós e as palavras há perfis ardentes
espaços cheios de gente de costas
altas flores venenosas
portas por abrir
e escadas e ponteiros e crianças sentadas
à espera do seu tempo e do seu precipício
Ao longo da muralha que habitamos
há palavras de vida há palavras de morte
há palavras imensas, que esperam por nós
e outras, frágeis, que deixaram de esperar
há palavras acesas como barcos
e há palavras de homem, palavras que guardam
o seu segredo e a sua posição
Entre nós e as palavras, surdamente,
as mãos e as paredes de Elsinor
E há palavras nocturnas palavras gemidos
palavras que nos sobem ilegíveis à boca
palavras diamantes palavras nunca escritas
palavras impossíveis de escrever
por não termos connosco cordas de violinos
nem todo o sangue do mundo nem todo o amplexo do ar
e os braços dos amantes escrevem muito alto
muito além do azul onde oxidados morrem
palavras maternais só sombra só soluço
só espasmo só amor só solidão desfeita
Entre nós e as palavras, os emparedados
e entre nós e as palavras, o nosso dever de falar.

Read more...

Recuperação do Chalet da Condessa - Sintra


Via Rio das Maçãs.

Read more...

O poder das palavras

>> quarta-feira, Julho 27, 2011


Via Speakers Corner, por sua vez via Pedro Rolo Duarte.

Read more...

Pássaro robot - ver para crer










Uma inteligência que consegue construir um pássaro - a humana - tem que conseguir evitar a destruição da vida e do planeta. Estamos demasiado próximos do abismo, espero que ainda cheguemos a tempo à solução. Este pássaro dá-me esperança.

Read more...

Uma visita ao Raminho e aos Biscoitos

>> terça-feira, Julho 26, 2011

No Sábado passado fomos almoçar a casa de uma amiga, no outro lado da ilha (iiiih, tão longe!), a cerca de 27km daqui, se formos junto ao mar.
Como precisava de fazer o meu treino longo, meti a toalha e o desodorizante na mochila de correr (o resto foi de carro) e aí vou eu em cima das pernas, com cerca de 1:30h de avanço sobre quem partiu de carro. Passaram por mim já na Serreta e não tiveram que esperar muito. Demorei precisamente 2:30h, que me souberam pela vida. Um verdadeiro prazer, sobretudo quando a meta era o prometido almoço, com boa companhia, boa comida e bom vinho.
Da corrida não tenho imagens, mas do resto tenho as que aqui ficam:

DSC_4226
Simão durante o almoço.

DSC_4228
A mãe Raquel.

DSC_4230
Prado exótico.

DSC_4233
Açores em estado puro - Biscoitos.

DSC_4234
O Lourenço a botar charme.

DSC_4237
Aqui, mais carrancudo.

DSC_4239
Simão nos Biscoitos.

DSC_4242
Lourenço de novo, ainda com cara de poucos amigos.

DSC_4243
Madalena a mergulhar no "Abismo", um local onde alguns adultos não entram.

DSC_4246
Nadando, à sua maneira.

DSC_4250
O Simão também teve direito a banho. Neste caso, pelas mãos da amiga Noelma.

DSC_4255
A nossa querida Eugénia, numa pose de revista, com uma luz de fim de dia de encher a alma.

DSC_4256
O Lourenço quase ao pôr do Sol.

Read more...

A apologia da tentativa-erro

>> quarta-feira, Julho 20, 2011



Conheço tanta gente, em lugares de decisão e poder, que devia ouvir esta apresentação com atenção. Se reduzíssemos um pouco a prevalência de God complex, certamente viveríamos todos melhor.

Read more...

Como libertar uma baleia armadilhada

>> terça-feira, Julho 19, 2011



A história de uma jovem baleia apanhada por uma rede de pesca e de como foi dela libertada. Impressionante.
Obrigado Miguel, obrigado Rui Vasco.

Read more...

Vista cá de casa

>> segunda-feira, Julho 18, 2011

Uma das coisa que nos apaixonou desde o primeiro momento nesta casa foi a vista.
Aqui fica um fim de dia visto dali de cima do pátio.

DSC_4220
As festas da freguesia, com S. Jorge e o Pico lá ao longe.

DSC_4221

Monte Brasil

DSC_4222

S. Jorge e o Pico.

Read more...

Mobilidade sustentável.


Uma apresentação muito interessante que compara as diversas características das várias tecnologias de carros, e que aponta para uma direcção que eu próprio preconizo há muito: os híbridos plug-in como transição entre o carro térmico e uma solução que há-de aparecer para tornar o carro totalmente independente dos combustíveis.
Verifica-se que, já hoje, um carro eléctrico pode ter menos emissões de CO2 "from well to wheel" do que o carro térmico, dependendo do mix energético do país em causa.

Read more...

Geocaching e actualização

>> domingo, Julho 17, 2011

Hoje fomos em busca de uma cache publicada há pouco e de uma outra que esteve desactivada e agora está de novo no lugar.
Não fiz tantas fotos quanto tive na vontade, porque tive que andar com o Simão ao colo e só tenho 2 braços.
Aqui ficam 2 registos, o primeiro da vista que se tem da nova cache do assalto aos fortes, neste caso ao do Bom Jesus, em S. Sebastião; e o segundo do Simão depois do lanche, junto à cache do miradouro das Quatro Ribeiras.

DSC_4218

DSC_4219

Hei-de publicar algumas imagens da tourada da Ribeirinha, mas fica para a próxima.
Boa semana para todos.
ZM

Read more...

50km de corrida num fim-de-semana

>> terça-feira, Julho 12, 2011


Esta imagem é do registo da corrida de Domingo, o culminar de uma boa semana de corridas.

Depois de umas semanas complicadas, por causa da mudança de casa, que me atrasaram muito os treinos, decidi na semana passada acumular quilómetros para desenferrujar a máquina. Acabei a semana com apenas 4 treinos, mas 81.3km nas pernas.
Só no fim de semana fiz 50km, coisa que penso que nunca tinha feito antes, embora a ritmo calmo.

Segunda-feira - 14.2km @ 5:07 min/km
Quinta-feira - 16.9km @ 4:50 min/km
Sábado - 24.2km @ 5:35 min/km
Domingo - 26km @ 5:28 min/km

A minha maratona do Pico está já aí, por isso tenho que aproveitar estas últimas semanas para crescer um bocado nos km acumulados, para ainda ter pelo menos duas semanas de slow down antes do evento.

Read more...

Térmitas

>> quinta-feira, Julho 07, 2011



Cá em casa, como referi anteriormente, há baratas (ultimamente não temos encontrado, mas sabemos que elas estão ali à espreita), centopeias e, pior do que isso, térmitas.
Ontem, ao jantar, falávamos das térmitas e das histórias que tínhamos ouvido sobre casas cujo telhado teria caído por causa dos estragos das térmitas.
Pergunta o Lourenço, a dada altura:
- As térmitas comem carne?
- Não.
- Ufa!
Gargalhada geral.

Read more...

Mudança e casa "nova"

>> sexta-feira, Julho 01, 2011

Bom, tal como foi dito anteriormente, mudámos de casa outra vez. Nunca tínhamos estado tão pouco tempo na mesma casa, mas pareceu-nos que era uma oportunidade a não perder.
Foi uma estafa daquelas que não se conseguem imaginar antes de metermos verdadeiramente mãos à obra, mas agora que começamos a ver o fundo ao tacho, já sentimos que valeu a pena.
A "nova" casa é uma daquelas casas com muita alma, muita gente, muita história, e muitos truques. Felizmente eu sou desenrascado, senão ainda tinha a casa virada do avesso. A área em que mais me sinto um tótó é na canalização. Parece que tudo o que tento fazer sai "queimado". Começo a perceber porque é que os canalizadores são tão difíceis de encontrar e se fazem pagar tão caro.
Aqui ficam as primeiras imagens, em duas fases: a mudança (em regime de acampamento), e o primeiro jantar com visitas, ainda com muita coisa desarrumada.

DSC_4196
O caos no futuro escritório.

DSC_4197
O primeiro esboço da sala.

DSC_4198
O quarto dos putos foi o primeiro a tomar forma.

DSC_4199
Esta vista vale bem o esforço da mudança.

DSC_4202
A casa de jantar.

Penso que, pelo menos por enquanto, demos conta das baratas. Nunca mais vimos nenhuma. Fora isso, estamos ansiosos pela tal cozinha que foi passear à Madeira. No resto, estamos satisfeitos com a troca.

Nas casas, como na vida e na profissão, vale sempre a pena investir em mudanças. Este parece ser o nosso lema ultimamente, mas por enquanto tem-se manifestado acertado.
Nota importante à navegação: temos mais e melhor espaço para visitas e estamos ansiosos por recebê-las.
ZM

Read more...

Sobre este blog

Somos Sintrenses por adopção, daí o frequente interesse por temas relacionados com Sintra. Actualmente, vivemos na ilha Terceira, nos Açores, mais propriamente na cidade de Angra do Heroísmo, o que transformou este blog, de alguma forma, num canal privilegiado para ir dando a conhecer como é a vida no meio do Atlântico.

  © Blogger template Simple n' Sweet by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP